Campanha de Natal Saiba mais

Recicla CDL na Escola Saiba mais

Notícias

Fique por dentro Saiba mais

Enfim, Motivos para Sorrir

Certa vez ouvi de um lojista, quando visitava a CDL de uma pequena cidade catarinense, que ninguém é mais otimista que o comerciante. Segundo ele, todos os dias nós abrimos as portas para receber alguém que na maioria das vezes sequer conhecemos nem temos ideia se realmente virá… Por isso investimos em marketing, em propaganda, em relacionamento, na qualidade dos produtos e do atendimento ao cliente etc. E ainda assim ficamos ao sabor das questões econômicas e políticas do país, que repercutem diretamente em nossos negócios. Nos últimos anos enfrentamos graves dificuldades com o cenário econômico, porém voltamos a ter motivos para recuperar o sorriso, mesmo que timidamente. Indicadores econômicos estratégicos revelam a lenta, todavia consistente, retomada do crescimento. O PIB de 0,1% do terceiro trimestre do ano parece pouco significativo, no entanto ele foi contaminado pela retração sazonal do agronegócio – caso contrário seria de 1,1%. E foi a primeira alta, após 15 quedas consecutivas. O comércio, segundo o IBGE, cresceu 1,6% no segundo trimestre de 2017, comparado com o período anterior, além da expansão de 5,3% da indústria, em relação ao ano passado. É verdade que os patamares de 2016 são muito ruins e qualquer leve alteração revelará dados positivos. Contudo, outras informações apontam um cenário favorável: as exportações tornaram a crescer e aumentou a produção de bens de capital, aquelas máquinas e equipamentos utilizados na indústria da transformação. Ou seja, mais empresários investindo para produzir. Finalmente, registrou-se um avanço na produção de embalagens, sintoma claro do avanço do consumo. Somem a isso a inflação baixa e estável e a queda da taxa Selic. Por fim, teremos a liberação de R$ 10 bilhões por conta do acordo entre bancos e poupadores, relativa às perdas da época do Plano Collor. Quem poupa são as classes B/C, justamente aquelas com maior nível de endividamento. E esse dinheiro fará diferença no mercado. Há três anos não tínhamos tantas boas notícias, mas o nosso entusiasmo deve ser contido, pois o impacto do triênio demorará a ser revertido. Temos 12 milhões de desempregados e um cenário político instável. Entretanto, 1.200 anos antes de Cristo, os fenícios enfrentavam quaisquer condições do mar para exercer a missão do comércio. Não é à toa que temos a vela da nau fenícia na marca do movimento lojista. Seremos otimistas e sempre trabalhando muito, sempre fazendo a nossa parte da melhor forma possível.

Continue lendo

  • CDL Brusque promoverá concerto de Natal e Noite do São Nicolau

    Continue lendo
    Clique e leia
  • CDL Abelardo Luz: comércio terá horário especial de atendimento

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Chapecó: comércio vive clima das festas de fim de ano

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Florianópolis trará Papai Noel para sessão de fotos

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais

Campanhas

Natal

Campanhas

Dia das Crianças

Campanhas